Mãos dadas

by 23:24:00 2 comentários
O despertador não tocou
O ônibus não atrasou
Tudo bem
Talvez Deus quisesse assim
E você tem a mim

Descomediu-se diante disparatada televisa
De volta e castra pelo chefe todo dia
Infância com gás sem gás em sonhos de mentira
Tudo bem
No chão da sala temos duas almofadas vazias
Senta-te e despe-te desta agonia
Não deveria ser assim
Mas você tem a mim

Acordou em uma quarta-feira anticéptica
Pensa no relógio cronológico diante do espelho
Incomodada pelo olho repleto de remela
E pela vida que parece não ter mais jeito
Tudo bem
Depois de um tempo depreciam-se os conselhos
Depois de um tempo apreciam-se os beijos
Você também pensa assim
Feliz por ter a mim

Você vê meus olhos nos olhos do teu filho
Logo tudo que é nominado perde o brilho
Não tarda para que este se torne furibundo
Desconsolada ouve a vizinha falar que se pari para o mundo
Tudo bem
Existem ainda meus olhos errantes pela tua volta
Existe ainda um amor para se viver sem escolta
Tem que ser assim
Pois você tem a mim

Cansou do balançar da velha cadeira
Das rugas injustas que afugentaram tua beleza
Pensa em despedir-se desta infame existência
Olha para o lado, amigável, então pensa
O que fez toda essa vida valer à pena?
Que bom que foi assim
Eu amei ter você aqui

Autoria de Tiago André Vargas
Foto encontrada aqui.

Tiago André Vargas

Developer

Pesadelo de camaleão é que tem só uma cor.

2 comentários:

  1. Muito bom, os textos, aliás a qualidade dos mesmos só aumentou, super parabéns, logo sai a segunda parte do décimo terceiro e comprarei o livro, estou curioso.

    Felipe Roberto Martins - Suzano

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Felipe, é uma satisfação ser lido por uma pessoa tão especial quanto você. Um grande abraço.

      Excluir