Furor

by 21:38:00 0 comentários


Quebrei-me
As unhas
Coloquei-as
No copo
Quebrei
O copo
Coloquei-o
No vaso sem flor
Quebrei
O vaso sem flor
E comi de punhados
Cerrados
Os pedaços maiores
Os menores
Lambi
A flor
Prendi
Os espinhos no meu peito
Nu
Para sempre multifário
Abri meus braços
Dei-me de presente para
Você dilacerar aos quatro grandes ventos
Fiquei
Aos punhados
Feliz
Debaixo das tuas garras
Agora mansas
Uma a uma
Violáceas unhas
Mais firmes que o amor marfim

A menina desenhou
Uma menina
Na janela embaçada
Vamos aos pares
Vamos aos ares


15.07.2015

Tiago André Vargas


Esthia. Pintura de Antônio Saura, 1958.


Tiago André Vargas

Developer

Pesadelo de camaleão é que tem só uma cor.

0 comentários:

Postar um comentário