Garota propaganda

by 19:30:00 0 comentários
Vai ser pesado.
 Você entra na sala de espera da minha vida com este salto alto trançado até a panturrilha em declarada guerra contra um inimigo oculto.
Você sorri.
Você sorri.
Você é um dente gigante esmaltado por mil homens sem rosto.
Eu te espio de algum furo das paredes da minha cabeça e te vejo se maquiando pra mim, beijando o teu reflexo no espelho, ajeitando os seios dentro do vestido.
Mim.
Sim.
Você está no outdoor do outro lado da rua, gigante, fazendo piegas enquanto te olho pela janela do carro.
Eu paro o carro.
Eu te arranco do papel, te dou um pedaço da minha alma e você agora vívida me beija de felicidade, está completa, tudo é sentido.
E tudo faz sentido.
Segundo ato perdido.
Oras queres um filho já que meu cabelo é engraçado, outras queres arrancar minhas bolas pois são esteticamente desfavoráveis.
Mas que porra garota propaganda. Você realmente me faz acreditar que eu preciso de algo desnecessário, me despe exclusivamente para experimentar trajes criados por Thomas Jacob, sussurra no meu ouvido antes de dormir que somente alcançarei a plenitude com um oral nos degraus da casa branca.
Me chupa nos degraus do manicômio Thomas Jacob.
Estou só pela chuva para ver apodrecer toda essa papelada.

Autoria de Tiago André Vargas
Fotografia de Evilien.

Tiago André Vargas

Developer

Pesadelo de camaleão é que tem só uma cor.

0 comentários:

Postar um comentário